II Cine Caatinga

Sinopse

No Alto do Cruzeiro em Arcoverde, no Sertão de Pernambuco, fabrica-se um instrumento musical muito psicodélico, o tamanco. De som forte e pulsante, com ele, faz-se o trupé, modalidade de samba de coco, dançado e tocado por gerações de famílias que nessa pisada do coco resiste na cultura popular.

Mestre Assis Calixto, cantor, compositor e tocador, fabrica seus tamancos enquanto conta um pouco sobre as riquezas do samba de coco.

CURIOSIDADES: Desde 2019 (um ano após a realização do curta, portanto), Assis Calixto foi eleito como novo patrimônio vivo de Pernambuco. Além dele, outros cinco personagens foram escolhidos pelo Conselho Estadual de Preservação Cultural.

Natural de Sertânia, no Sertão de Pernambuco, o mestre tem 74 anos e dedicou mais de 60 deles a cultura popular. Ele é um dos responsáveis por fazer de Arcoverde, também no Sertão, a “Capital do Samba de Coco”.

O mestre lembra que teve o primeiro contato com o coco quando tinha apenas seis anos. Ele dedicou a honraria ao irmão Lula Calixto, morto há 20 anos. Lula fundou o grupo Samba de Coco Raízes de Arcoverde, em 1992, e Assis deu continuidade ao legado.

FESTIVAL- este filme entrou na seleção oficial do II Cine Caatinga- Experiências Audiovisuais no Sertão (Edição 2021).

Obs: Informações e fichas técnicas apresentadas pelo responsáveis da produção audiovisual.

Ficha Técnica

Classificação: Livre.

Ano: 2018.

Direção: Cauê Rocha.

Produção: Túlio Vasconcelos 

Fotografia: Cauê Rocha.

Trilha Sonora: Mestre Assis Calixto.

Montagem: Cauê Rocha.

Elenco: Cauê Rocha e Samba Coco Raízes de Arcoverde.

Tratamento de Som: Mirim

Apoio: Marcela Lalim

Motorista: Raphael Jonas

Realizado na cidade de Arcoverde-PE.

Fotos